• Produtos
    Anjos | Imagens Bahia

    Anjos

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Cristo | Imagens Bahia

    Cristo

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Divino | Imagens Bahia

    Divino

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Imagens de Resina | Imagens Bahia

    Imagens de Resina

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Linha Barroca | Imagens Bahia

    Linha Barroca

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Linha Infantil | Imagens Bahia

    Linha Infantil

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Natal | Imagens Bahia

    Natal

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Nossa Senhora | Imagens Bahia

    Nossa Senhora

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Páscoa | Imagens Bahia

    Páscoa

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Sagrada Família | Imagens Bahia

    Sagrada Família

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Santa Ceia | Imagens Bahia

    Santa Ceia

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Santas | Imagens Bahia

    Santas

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Santos | Imagens Bahia

    Santos

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Via Sacra | Imagens Bahia

    Via Sacra

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

  • Encontre uma loja
  • Acabamentos
  • Projetos Especiais
  • Calendário dos Santos
  • Fale Conosco

Padre Anchieta  Referência: 1045

Padre Anchieta  Referência: 1045

Padre Anchieta - Imagem de gesso ou resina com qualidade e tradição. Veja sua foto, sua história, saiba mais e encontre sua imagem perto de você!



Simular o frete



Prazo de produção: até 15 dias

Categoria: Santos

Disponibilidade: Em estoque

Referência: 1045

José de Anchieta chegou ao Brasil em 1554. Havia apenas alguns aglomerados de aborígines. Chegou aos 24 de janeiro, vigília da festa da Conversão de São Paulo. Educado em Portugal, José provinha daquelas nações que, naquela época, tanto contribuíram para descoberta do mundo, Espanha e Portugal. Veio com o único objetivo de conduzir os homens a Cristo, transmitindo-lhes a vida de filhos de Deus, destinados à vida eterna. Veio sem exigir nada para si; pelo contrário, disposto a dar sua vida por eles. Jovem e cheio de vida, alegre por natureza, de coração aberto e amado por todos, José de Anchieta soube cativar a simpatia de seus colegas que gostavam de ouvi-lo recitar. Por causa do seu timbre de voz, chamavam-no "canarinho", lembrando o canto dos pássaros de sua ilha natal, Tenerife, nas Canárias. Esse jovem cheio de fé e atento às inspirações e moções de Deus buscava o silêncio, a solidão para orar. Um dia em uma de suas caminhadas, resolveu entrar na Catedral de Coimbra e, diante do altar da Virgem, sentido uma grande paz, resolveu dedicar sua vida ao serviço de Deus e dos homens; fez voto de castidade, consagrando-se a Maria. Tinha nesta época 17 anos de idade. A partir daí intensificou sua vida de oração, demonstrando grande maturidade. Profundamente impressionado com as cartas de São Francisco Xavier, que contavam as carências de tantos povos e países do Oriente, e desejando seguir tão eloqüente exemplo, decidiu entrar na Companhia de Jesus. E deste modo, pouco tempo depois, veio ao Brasil. Uma vez missionário, José de Anchieta viveu o espírito do apóstolo dos gentios. Salvar as almas para a glória de Deus, este era objetivo de sua vida. Isto explica sua prodigiosa atividade, ao buscar novas formas de atuação apostólica, que o levavam a fazer-se tudo para todos. Não recusou nenhum esforço para compreender os seus "Brasis" e compartilhar-lhes a vida, tornando-se exímio catequista que - seguindo o exemplo de Cristo Senhor, Deus feito homem para revelar o Pai -, vivendo entre os homens, falava-lhes de maneira simples adaptando-se aos seus costumes. Promoveu e desenvolveu as aldeias, cujo coração era simples a Casa de Deus, onde o sacrifício Eucarístico era celebrado regularmente e onde o Senhor sacramentado permanecia presente. Padre Anchieta multiplicou-se através de tantas atividades, até mesmo do estudo da fauna e da flora, da medicina, da música e da literatura, mas tudo isso orientava para o bem verdadeiro do homem destinado a ser e viver como filho de Deus. O seu segredo era sua fé: era homem de Deus. Por certo não lhe faltaram dores e penas, decepções e insucessos; também teve sua parte no pão de cada dia de todo apóstolo de Cristo, de todo sacerdote do Senhor, mas jamais faltou a calma, serena e viril certeza alicerçada no Senhor Jesus Cristo, com quem se entregava continuamente para deixar-se plasmar pelo Espírito. Escreveu na areia da praia com amor o seu poema - que aprendeu de cor: A virgem Maria, mãe de Deus. A união profunda e ardente com Deus, o apego a Cristo presente na eucaristia, o terno amor a Nossa Senhora, foram as fontes da riqueza da vida e da atividade do Bem-aventurado José de Anchieta.