• Produtos
    Anjos | Imagens Bahia

    Anjos

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Cristo | Imagens Bahia

    Cristo

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Divino | Imagens Bahia

    Divino

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Imagens de Resina | Imagens Bahia

    Imagens de Resina

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Linha Barroca | Imagens Bahia

    Linha Barroca

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Linha Infantil | Imagens Bahia

    Linha Infantil

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Natal | Imagens Bahia

    Natal

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Nossa Senhora | Imagens Bahia

    Nossa Senhora

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Páscoa | Imagens Bahia

    Páscoa

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Sagrada Família | Imagens Bahia

    Sagrada Família

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Santa Ceia | Imagens Bahia

    Santa Ceia

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Santas | Imagens Bahia

    Santas

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Santos | Imagens Bahia

    Santos

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

    Via Sacra | Imagens Bahia

    Via Sacra

    São criaturas espirituais que habitam o céu e têm como função proteger a humanidade e intermediar a comunicação entre os homens e Deus

  • Encontre uma loja
  • Acabamentos
  • Projetos Especiais
  • Calendário dos Santos
  • Fale Conosco

São Sebastião  Referência: 586

São Sebastião  Referência: 586

São Sebastião - Imagem de gesso ou resina com qualidade e tradição. Veja foto, história, saiba mais e encontre em uma loja perto de você. Conheça!



Simular o frete



Prazo de produção: até 15 dias

Categoria: Santos

Disponibilidade: Em estoque

Referência: 586

São Sebastião foi um dos muitos soldados romanos que, por sua fé em Jesus foi martirizado. É uma pena que só se pode saber de sua história através das atas de seu martírio, que foram escritas dois séculos mais tarde. Em quase todas as atas de martírios de santos e santas, os escribas tinham ordens de colocarem muitos detalhes do martírio e dar pouca ênfase ao martirizado(isto era para assustar os futuros cristãos visto que as atas eram colocadas na cidade onde ocorria o martírio, e na biblioteca de Roma). Soldado do exército, nosso santo nasceu em Narbona, França, no final do seculo III e desde muito pequeno seus pais mudaram para a Milão onde cresceu e foi educado. Seu pai era militar e nobre e ele quis seguir a carreira do pai, chegando a ser capitão da primeira corte de guarda pretoriana, um cargo que só se dava a pessoas ilustres e corretas. Sua dedicação a sua carreira valeu elogios de seus companheiros e principalmente do imperador Maximiano. Cumpre recordar que o império romano na época era governado no oriente por Diocleciano e no ocidente por Maximiano. Maximiano ignorava que Sebastião era um cristão de coração e ainda que mesmo cumprindo as suas tarefas militares, não tomava parte nos sacrifícios nem nos atos de idolatria. Sempre que podia, visitava os cristãos encarcerados e ajudava aos mais fracos, doentes e necessitados. Podia se dizer que era um soldado dos dois exércitos: o de Cristo e o de Roma. Maximiano empreendeu uma depuração de elementos cristãos nas forças armadas expulsando todos os cristãos de seus exércitos. Cabe dizer que o soldado do exército romano era voluntário. Só era obrigatório servir, os filhos de militares, como era o caso do nosso Sebastião. Quando um soldado o denunciou. Maximiano sentiu-se traído por Sebastião e rapidamente o chamou e exigiu que renunciasse ao cristianismo. Ante tal situação, Sebastião comunicou ao imperador que não queria renunciar as suas crenças cristãs e o imperador ordenou a sua morte. Mas Maximiano ordenou a sua morte de maneira mais desumana. Ordenou que seus melhores arqueiros o flechassem! Os arqueiros o desnudaram, levaram-no ao estádio de Palatino, o ataram a um poste e lançaram nele uma chuva de flechas e o abandonaram para sangrar até a morte. Irene, uma mulher cristã, providencial, que apreciava os conselhos de Sebastião, junto com um grupo de amigos, foram ao local onde estava o santo, e com assombro, comprovaram que o mesmo ainda estava vivo. O desamarraram e Irene o escondeu em sua própria casa e curou as suas feridas. Passado um tempo, nosso querido santo, já curado, quis continuar seu processo de evangelização e, em vez de se esconder, com valentia apresentou-se de novo a Maximiano, o qual ficou assombrado. Maximiano não deu ouvidos os pedidos de Sebastião para que deixasse de perseguir aos cristãos e ordenou a seus soldados que o açoitassem até a morte. Outra versão conta que ele foi morto a pauladas e boladas de chumbo em 303 d.C. e o Imperador ordenou que ele fosse jogado em um fossa de modo que os cristãos não o encontrassem. No entanto mais tarde Sebastião apareceu para uma cristã chamada Lucina e disse a ela :" em certo poço você me encontrará pendurado por um gancho e você deve me enterrar nas catacumbas dos apóstolos". Na mesma noite ela e seus servos fizeram o que Sebastião ordenou. Alguns autores dizem que Lucina o enterrou no jardim de sua casa que ficava situado na Via Apia onde está hoje sua Basílica. Ele foi martirizado no ano de 287 d.C. Mais tarde a Igreja construiu na parte posterior da catacumba um templo em honra do santo: A Basílica de São Sebastião que lá existe até hoje e recebe grande romaria dos seus devotos. Existe ainda uma capela em Palatino em homenagem a São Sebastião. Em baixo uma foto de uma pintura (Museu de Pushkin) mostrando Irene curando as feridas de São Sebastião. A Irene que cuidou de São Sebastião, é a Santa Irene cuja festa é celebrada no dia 30 de março. No Brasil, varias cidades tem seu nome como São Sebastião do Paraíso e São Sebastião dos Franciscos (Capitólio-MG)e nelas a igreja matriz tem o seu nome. Algumas outras cidades com o nome e padroeiro São Sebastião: São Sebastião do Barreiro-São Sebastião do Carangola São Sebastião do Dionísio- São Sebastião do Engenho Novo São Sebastião do Erval- São Sebastião do Gil- São Sebastião do Grota São Sebastião do Itatiaiuçu-São Sebastião do Monte Verde São Sebastião do Óculo-São Sebastião do Oeste-São Sebastião de Paraúna São Sebastião do Pouso Alegre-São Sebastião do Rio Preto São Sebastião do Rio Verde- São Sebastião do Rio de Janeiro.

Glorioso mártir São Sebastião, soldado de Cristo e exemplo de cristão. Hoje nós viemos pedir vossa intercessão junto ao trono do Senhor Jesus, nosso Salvador, por quem destes a vida. Vós que vivestes a fé e perseverastes até o fim, pedi a Jesus por nós para que nós sejamos testemunhas do amor de Deus. Vós que esperastes com firmeza nas palavras de Jesus, pedi a Ele por nós para que aumente nossa esperança na ressurreição. Vós que vivestes a caridade para com os irmãos, pedi a Jesus para que aumente nosso amor para com todos. Enfim, glorioso mártir São Sebastião, protegei-nos contra a peste, a fome e a guerra; defendei nossas plantações e nossos rebanhos que são dons de Deus para o nosso bem, para o bem de todos. E defendei-nos do pecado que é o maior mal, causador de todos os outros. Assim seja.